Skip to main content
Breadcrumbs

Two more Portuguese projects approved for ERC's Fellowships Proof of Concept

Topics

São dois os projetos de investigadores portugueses que o Conselho Europeu de Investigação (ERC – European Research Council) selecionou no último concurso Proof of Concept Grants, cujos resultados foram conhecidos ontem, dia 6 de setembro. Cada projeto irá receber um financiamento na ordem dos 150 mil euros, o que se traduz num total de cerca de 300 mil euros atribuídos à investigação portuguesa neste concurso.

Os investigadores portugueses que viram os seus projetos aprovados para financiamento pelo ERC foram: Ana Rita Cruz Duarte, da Universidade NOVA de Lisboa, com o projeto “CryoDES – Nature-inspired Cryopreservation Systems using Natural Deep Eutectic Systems”; e Joana Goncalves-Sá, do LIP – Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, com o projeto “ARE_AUDIT: Fake News Recommendations – an Auditing System of Differential Tracking and Search Engine Results”.

O ERC aprovou nesta edição 55 projetos das 120 propostas submetidas a concurso das Proof of Concept Grants, correspondendo a um total 8,25 milhões de euros de investimento, do qual os investigadores portugueses conseguiram captar 3,6% do financiamento disponível.

As Proof of Concept Grants são uma extensão do apoio financeiro concedido a projetos previamente selecionados para uma das outras bolsas de investigação do ERC, que tem como objetivo facilitar a exploração do potencial comercial da investigação científica, verificar a viabilidade prática dos conceitos científicos, explorar oportunidades de negócio ou preparar pedidos de patentes. Este apoio financeiro foi atribuído a investigadores que trabalham em 14 países, nomeadamente: Israel (9), Alemanha (9), Espanha (7), França (7), Holanda (6), Reino Unido (4), Suécia (3), Portugal (2), Noruega (2), Turquia (2) Finlândia (1), Chipre (1), Dinamarca (1) e Bélgica (1).

As Proof of Concept Grants, em associação com as restantes bolsas do programa Horizonte Europa, são fundamentais para fomentar o desenvolvimento e aplicabilidade da investigação científica inovadora em novas áreas e novos temas. Em Portugal, a FCT é a coordenadora do apoio à comunidade científica para o programa Horizonte Europa, para o período 2021-2027, através de Delegados e dos Pontos de Contacto Nacionais (NPCs).​