Skip to main content
Breadcrumbs

Fernando Gil International Award

Topics

O norte-americano Michael Friedman, reconhecido filósofo da ciência e membro proeminente da escola neo-kantiana, vai receber o Prémio Internacional Fernando Gil numa cerimónia que contará com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, dia 4 de abril, às 18h, no Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian. A entrada é livre.

O júri do Prémio, que decidiu distinguir Michael Friedman pelo seu livro Kant’s Construction of nature: A Reading of the Metaphysical Foundations of Natural Science, publicado pela Cambridge University Press (2013), ficou “particularmente impressionado pela profundidade e exatidão do conhecimento” do autor, que no final da cerimónia no dia 4 irá proferir uma palestra original, com o título Philosophy of Science between Europe and America.

A admiração de Michael Friedman pela filosofia de Kant tem estado no centro do seu pensamento e produziu uma leitura radicalmente nova de The Metaphysical Foundations of Natural Science (1786), um dos textos mais difíceis de Kant. O livro de Friedman, Kant’s Construction of nature: A Reading of the Metaphysical Foundations of Natural Science, é a primeira análise sistemática em língua inglesa deste texto de Kant mas será certamente uma referência para estudos posteriores, em qualquer outra língua. Não é apenas uma contribuição para a história da filosofia – é um estudo detalhado de Kant que sublinha o impacto que o físico e matemático inglês Newton teve sobre o filósofo alemão e pode fornecer a base para construir a filosofia da ciência contemporânea.

Com um doutoramento pela Universidade de Princeton (1973), Michael Friedman já lecionou na Universidade de Harvard, na Universidade da Pensilvânia, na Universidade do Illinois e na Universidade do Indiana. Atualmente é professor na Universidade de Stanford.

No valor de 75 mil euros, este prémio resulta de uma iniciativa conjunta do Governo português, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia, e da Fundação Calouste Gulbenkian para homenagear a memória e a obra do filósofo português Fernando Gil (1937-2006). Tem por objetivo distinguir um trabalho de qualidade excecional no domínio da Filosofia da Ciência, que considere quer problemas epistemológicos gerais quer questões relativas a áreas científicas específicas, da autoria de investigadores de qualquer nacionalidade ou afiliação profissional.

Nas edições anteriores, o Prémio Internacional Fernando Gil foi entregue a Ladislav Kvasz, um matemático e filósofo eslovaco, ao italiano Niccolò Guicciardini, pela sua obra Isaac Newton sobre a Certeza Matemática e o Método, e ao sul-coreano Hasok Chang, especialista em Física teórica e Filosofia, pela sua obra intitulada Is Water H2O? Evidence, Realism and Pluralism (Springer, 2012).

Fonte: Fundação Calouste Gulbenkian