Saltar para o conteúdo principal
Breadcrumbs

Empresa portuguesa no projeto vencedor do Prémio de Inovação EUREKA 2013

Tópicos

A Ambimed, uma empresa portuguesa que se dedica à gestão integrada de resíduos hospitalares é um dos parceiros do projeto que ganhou a edição deste ano do EUREKA Innovation Award. Liderado por uma empresa espanhola, Athisa, o projeto OMIM desenvolveu um sistema de tratamento de resíduos médicos limpo, com largas vantagens sobre os sistemas convencionais de incineração e autoclavagam, que consomem grandes quantidades de combustíveis fósseis. O sistema MIMO combina tratamentos mecânicos (moagem e retalhamento) e químicos (oxidação e estabilização), para tratar três tipos de resíduos médicos: resíduos infecciosos (como sangue, seringas e bisturis), resíduos de tratamentos oncológicos e outros resíduos farmacêuticos (como fármacos fora de validade). O sistema custa 75% menos a construir do que uma central de incineração, tem metade dos custos de operação, e processa quatro vezes mais resíduos tóxicos por hora do que uma incineradora. A primeira fábrica está a ser construída em Casablanca, Marrocos, havendo já interesse das autoridades turcas, e planos para se expandirem para o Vietname e a Argélia num futuro próximo.

EUREKA é uma plataforma para empresas com atividade de I&D, formada por 39 países. Promove investigação e inovação internacional, orientada para o mercado, através de apoios a empresas, universidades e centros de investigação. Em Portugal, a FCT assumiu a participação na plataforma, anteriormente da responsabilidade da AdI.