Saltar para o conteúdo principal
Breadcrumbs

Maria Arménia Carrondo is the new President of FCT

Tópicos

(English version available soon)

Maria Arménia Carrondo é desde 1998 Professora Catedrática do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB) da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena a Unidade de Cristalografia Macromolecular e o grupo de investigação em Genómica Estrutural. Foi Subdiretora do ITQB e Vice-Reitora da Universidade Nova de Lisboa para a Investigação Científica, Planeamento e Desenvolvimento Institucional.

Licenciou-se em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e obteve o Doutoramento em Cristalografia Química pelo Imperial College of Science and Technology, Londres. Foi docente do Instituto Superior Técnico (IST), onde desempenhou as funções de membro do Conselho Diretivo  e obteve o título de agregada em 1989. Criou e liderou o grupo de investigação em Cristalografia Química de moléculas orgânicas, inorgânicas e organometálicas no Centro de Química Estrutural do IST. É coautora de 154 artigos científicos publicados em revistas com revisão por pares que contam com 4093 citações e um h-index de 38.

Maria Arménia Carrondo possui uma larga experiência na área da pósgraduação, tendo orientado 14 estudantes de doutoramento e 12 de pós-doutoramento. Assumiu responsabilidades na área editorial, sendo editora do Journal of Biological Inorganic Chemistry desde 2001.

Organizou o processo de adesão de Portugal ao European Synchrotron Radiation Facility (ESRF). Coordenou a adesão de Portugal ao INSTRUCT, projeto europeu do European Strategy Forum on Research Infrastructures (ESFRI). Coordenou a realização de estudos sobre a produção científica da UNL e liderou a participação da universidade em projetos no âmbito do Espaço Europeu de Ensino Superior, designadamente U-Map e U-Multirank.

Participou na avaliação de várias instituições científicas internacionais, nomeadamente o European Molecular Biology Laboratory (EMBL) em Hamburgo (Alemanha) e o Laboratório Max-IV em Lund (Suécia). Foi membro de comissões de avaliação científica do European Research Council (ERC), da Academy of Finland e de comissões de avaliação de propostas para sincrotrões europeus, nomeadamente o ESRF, o EMBL-Hamburgo e a Swiss Light Source (SLS).

Foi nomeada, em 2015, para integrar o conjunto de 20 mulheres distinguidas na Exposição “Mulheres na Ciência” organizada pela Agência Ciência Viva. Foi distinguida com vários prémios, entre os quais o Prémio Câmara Pestana atribuído pelo Instituto Câmara Pestana da Universidade de Lisboa e o Prémio “Estimulo à Excelência” atribuído pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Foi agraciada com “Medalhas de Honra” atribuídas pelos municípios de Oeiras e Vila Nova de Famalicão e com a Medalha Europeia em Química Bio-Inorgânica (EUROBIC Medal). É membro da European Molecular Biology Organization (EMBO) desde 2000.