Saltar para o conteúdo principal
Breadcrumbs

Primeira estimativa da massa de um exoplaneta semelhante à Terra

Tópicos

O exoplaneta Kepler-78b (um planeta localizado fora do nosso sistema solar) é um de vários que astrónomos têm identificado nos últimos anos. Tem de particular ser o primeiro para o qual se conhece a massa e o diâmetro. Duas equipas de investigação internacionais publicaram estes resultados recentemente na revista Nature; um investigador apoiado pela FCT, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) faz parte de uma dessas equipas. 

Kepler-78b encontra-se na constelação Cygnus, a cerca de 400 anos luz da Terra. Pela sua densidade e raio é o exoplaneta mais semelhante à Terra, tendo composições de rocha e ferro similares. Porém, está 40 vezes mais próximo da sua estrela do que Mercúrio está do Sol, o que faz com que as temperaturas atinjam 1800 a 3300°C. De facto, é surpreendente que o planeta exista de todo, e os modelos atuais prevêm que colidirá com a sua estrela nos próximos 3 mil milhões de anos. 

O tamanho e a órbita do planeta Kepler-78b foram inicialmente determinados recorrendo ao telescópio Kepler, da NASA. As duas equipas que agora publicaram a massa e o diâmetro do exoplaneta combinaram dados do telescópio com os de outra técnica, que mede o efeito gravitacional de um planeta sobre a velocidade com que a sua estrela se aproxima ou afasta do planeta.  

Pedro Figueira, do CAUP, reforça a importância destes resultados, “Não foi fácil extrair dos dados a confirmação que o sinal encontrado pelo Kepler era devido a um planeta. Só depois de vários meses de trabalho conseguimos identificar o sinal do planeta (…) é um testemunho claríssimo do elevado nível da astronomia planetária atual, e do impressionante progresso feito nos últimos anos”.